top of page
  • Foto do escritorAGCom

Turismo em Macapá: monumentos ajudam a contar a história da cidade

A capital conhecida pela Fortaleza de São José de Macapá acaba de inaugurar um novo ponto turístico em homenagem ao povo amapaense.

Por Patrícia Lima

Edição: Fábio Maciel

Praça dos Povos do Meio do Mundo. Foto: Jesiel Braga / PMM.

A capital do meio do mundo, popularmente conhecida como a capital Tucuju, conta sua história por meio dos pontos turísticos construídos desde a sua criação. Macapá é a única capital do Brasil cortada pela linha imaginária do Equador. O principal ponto turístico da cidade é o monumento da Fortaleza de São José de Macapá, construído em 1764, mas recentemente a cidade ganhou um novo monumento que homenageia a população local.


A Fortaleza de São José de Macapá foi erguida por negros e indígenas escravizados na época da colonização portuguesa. O monumento está localizado às margens do Rio Amazonas e foi construído a 18 metros acima do nível do rio. O lugar é carregado de história e memórias. No interior é possível conhecer as construções que abrigavam os antigos armazéns, a capela e as casas de militares. Em 22 de março de 1950, o lugar foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e passou a ser patrimônio histórico do país.


“Os pontos turísticos mais visitados aqui em Macapá ficam entre a Fortaleza de São José de Macapá e o Monumento do Marco Zero. Mas acredito que o lugar que recebe mais visitantes é a Fortaleza, pois ela fica localizada num complexo turístico em frente da cidade, ao lado do Mercado Central, da Casa do Artesão e do Complexo da Beira Rio. Então, por conta desses atrativos, ela acaba sendo o local mais visitado”, conta o vice-presidente do Sindicato dos Guias de Turismo do Amapá, Carlos Haussler.


Localização: Rua Cândido Mendes, 1611 - Central.

Funcionamento: Todos os dias das 8h às 17h.

Pontos turísticos de Macapá
Fortaleza de São José de Macapá. Foto: Ascom/GEA.

Praça Povos do Meio do Mundo

No aniversário de 266 anos de Macapá, celebrado no dia 4 de fevereiro, a capital ganhou um novo ponto turístico para chamar de seu. Construída próximo ao Marco Zero do Equador, a Praça Povos do Meio do Mundo homenageia os quatro povos que constituíram a população amapaense: negros, ribeirinhos, caboclos e os indígenas. O lugar já recebeu visitantes de várias localidades desde a sua inauguração e passou a figurar como ponto turístico da cidade.


“A ideia surgiu em fazer um monumento que homenageasse a cidade de Macapá. Então, o nosso artista J Márcio, juntamente com a Piedade Videira que é historiadora, chegaram nessa ideia em homenagear os povos que criaram Macapá”, disse o prefeito de Macapá, Antônio Furlan, durante a inauguração da praça.

O monumento conta com mais de 17 metros de altura e foi idealizado por um grupo de mais de 10 artistas, coordenado pelo artista plástico J. Márcio. “A ideia era construir algo que valorizasse o nosso povo. Esse trabalho foi um trabalho de muitas cabeças e muitas mãos. Tivemos a colaboração da professora historiadora Piedade Videira e de vários outros artistas”, explica J. Mário.


A nova praça possui um espaço amplo e acessível, que pode ser visitado durante todo o dia. O lugar faz parte do novo complexo turístico intitulado Parque do Meio do Mundo e que será inaugurado ainda no primeiro semestre de 2024. Para o morador do bairro há quase 30 anos Rogério Lima, esse novo espaço será não apenas um novo ponto turístico da capital amapaense, como também um meio de valorização para os moradores que residem próximo à praça.


“Eu vejo que essa nova praça para além de um ponto turístico, será um ponto de geração de economia, e que traz para além da ancestralidade e simbolismo, o embelezamento do nosso bairro e da nossa comunidade, movimentando ainda mais as pessoas de forma que elas não precisem sair daqui da comunidade para acessar pontos de lazer”, conta.

Ponto turístico de Macapá
Monumento do Marco Zero. FOTO: Ascom / GEA.

Marco Zero do Equador

O Marco Zero do Equador está localizado na Rodovia Josmar Chaves Pinto, próximo ao bairro Jardim Marco Zero. O local é um importante ponto turístico da capital amapaense e foi construído em 1987, no intuito de marcar a passagem exata da linha do Equador sobre a cidade.


O monumento é formado por um relógio do sol e um gigante bloco de concreto, com cerca de 30 metros de altura, que simboliza a divisão dos hemisférios da Terra (norte e sul). É um dos pontos turísticos mais visitados da capital, pois Macapá é a única capital do Brasil cortada pela linha imaginária do Equador.


Funcionamento: Todos os dias da semana, das 8h às 18h.

Pontos turísticos de Macapá
O Museu Sacaca é outro ponto bastante visitado em Macapá. Foto: Ascom/Gea.

Museu Sacaca

O Museu Sacaca é um espaço histórico da cidade que reúne ancestralidade e as raízes do povo amapaense. O local possui inúmeros atrativos como o Regatão, embarcação construída dentro do museu e que guarda muita história. Assim como a Sumaúma, a Casa Ambiental, Casas Indígenas e o Memorial Sacaca.


Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 9h às 17h.

Endereço: Avenida Feliciano Coelho, 1509, bairro do Trem.


Igreja Matriz de São José de Macapá

A Igreja histórica de São José de Macapá é o principal símbolo de religiosidade do povo macapaense. A igreja foi construída em 1671 e é o mais antigo monumento da capital. Muitas pessoas visitam o lugar principalmente durante as celebrações em honra a São José, padroeiro de Macapá.


Localização: Rua São José, 1720, Centro de Macapá.

Ponto turístico de Macapá
Balneário do Curiaú é frequentado principalmente no verão macapaense. Foto: Ascom/Gea.

Balneário do Curiaú

O Balneário é bastante visitado por turistas principalmente durante o verão macapaense. O local fica localizado no Quilombo do Curiaú, distante cerca de 15km do centro da capital do estado.


O local foi reformado e ampliado em 2023 pelo Governo do Amapá. O investimento foi de 1,9 milhão e contou com adaptações em pontos estratégicos para pessoas com mobilidade reduzida. O deck passou a contar com uma nova estrutura de restaurantes, áreas cobertas, banheiros, piscinas naturais para crianças, guarda-corpo, pintura temática e exposição de fotos do Curiaú.


Localização: Quilombo do Curiaú.


0 comentário

Comments


bottom of page