• AGCom

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA SARAMPO É INTENSIFICADO NA UNIFAP












Primeiro dia da ação foi no bloco do curso de Enfermagem.

Foto: Luiz Felype


Projeto intitulado ‘Unifap no Combate ao Sarampo’ distribui doses da vacina para toda comunidade acadêmica


Por Luiz Felype


Começou ontem. Acontece hoje e vai até amanhã a oportunidade de vacinação contra o Sarampo, na Universidade Federal do Amapá. A ação é uma iniciativa do Departamento de Ciências Biológicas e da Saúde e Coordenação de Bacharelado em Enfermagem, com apoio da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Prograd). O objetivo é proteger a comunidade acadêmica contra o vírus, uma vez que um caso suspeito surgiu no Colegiado.


No primeiro dia da campanha, as doses foram distribuídas no bloco do curso de Enfermagem. Hoje, quinta-feira (05), são distribuídas no DCET. E, na sexta-feira (06), último dia da campanha, as equipes estarão no Bloco de Educação à Distância.


Professores, técnicos, discentes da universidade, colaboradores, motoristas e demais funcionários poderão procurar um dos pontos de distribuição apresentando RG, cartão do SUS e carteira de vacinação. Quem não tiver o último documento poderá solicitar um novo cartão durante triagem.



De acordo com o professor do curso de Enfermagem, Clodoaldo Cortês, o caso suspeito envolvendo a estudante de Enfermagem segue em fase investigação pela Secretaria Municipal da Saúde e Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS). “A aluna foi notificada e as precauções tomadas. O sarampo é uma doença altamente contagiosa. A transmissão é fácil. Se dá através das gotículas orais, através do espirrar, do tossir, através da fala, do respirar. Então o contágio é alto e fácil”.


“Ela relatou que viajou para um município do Pará e quando retornou de lá o médico teve a primeira hipótese diagnóstica de sarampo. E ao chegar aqui a coordenação de enfermagem mobilizou o Departamento de Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde e a SVS. Ela está fora do campus. Mas, como medida de proteção à comunidade e prevenção, nós pensamos junto com a SVS, o município e a nossa policlínica da Universidade essa ação intensiva de vacinação para comunidade acadêmica”, afirma o docente que recomenda evitar aglomerações como forma de prevenção.



A professora do Colegiado de Administração, Lúcia Chaves, teve problemas de saúde no ano passado. Pensando na imunização e prevenção, a docente tomou a vacina e achou importante aproveitar a oportunidade por conta das pessoas terem dificuldades em conseguir tomar a dose da medicação em outros órgãos de saúde.


“Eu peço que todos, toda comunidade acadêmica venha tomar essa vacina porque realmente é importante. A gente precisa. Sabemos que a questão da saúde pública é muito complicada, é difícil. Eu sou casada com um médico, e sei como funciona, da dificuldade de não ter. Muitas pessoas não conseguem chegar nessas instituições pela questão da parte médica. Então já que a universidade está promovendo, a gente convida todos para participarem”, declara a docente.


O QUE É O SARAMPO?

É uma doença infectocontagiosa transmitida por gotículas respiratórias ao tossir ou espirrar. Os sintomas são febre, tosse persistente, coriza, congestão nasal, irritação ocular, mal-estar intenso e presença de manchas vermelhas pelo corpo que começam pela face, toráx e se espalham para outros membros do corpo. Nos casos mais graves o infectado poderá contrair pneumonia, podendo levar à morte. Mesma a doença sendo comum na infância, as complicações atingem pessoas de qualquer idade.


0 comentário