• AGCom

A realidade do Novo Coronavírus e as Fake News

Por Angley Pantoja


O Novo Coronavírus (COVID-19) teve sua origem em Wuham, na China. Segundo a OMS (Organização mundial da Saúde), o vírus está em praticamente todos os países, o que se caracteriza uma pandemia viral. O número de infectados já são mais de 360 mil, o de recuperados, após tratamento e isolamento, passam dos 100 mil e o número de pessoas mortas é maior que 16 mil, no mundo todo. Os países mais afetados são a China, Itália e Estados Unidos.

A COVID-19 chegou ao Brasil no dia 24 de fevereiro. A primeira confirmação do Novo Coronavírus no nosso país foi em um homem de 61 anos, residente em São Paulo (SP). O empresário foi diagnosticado com o vírus após retornar de uma região italiana – Lombardia. Até o dia 23 de março, já contabilizamos 1.646 casos confirmados para COVID-19. Com ocorrência em todos os estados, a doença já resultou um total de 25 mortes, sendo 22 no estado de São Paulo e 3 no Rio de Janeiro.


Com a confirmação do primeiro caso confirmado do Novo Coronavírus no Amapá, diversas ações começaram, desde a Administração Pública até profissionais especialistas e cidadãos, em geral. Era uma busca e uma oferta de informações relacionadas ao tratamento e prevenção do contágio. O presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM-AP), Eduardo Monteiro, em entrevista, no dia 20 de março, ao portal Diário do Amapá afirma que o isolamento social de todos, em especial dos idosos e doentes do sistema respiratório, é sem dúvidas a melhor forma de prevenção e que o álcool em gel, água e sabão são os produtos de limpeza mais eficazes no combate ao Novo Coronavírus.


MAS, EXISTE FAKE NEWS RELACIONADAS A COVID-19?

Mesmo com um tema sério e delicado - uma calamidade de saúde pública e mundial -, ainda existem pessoas que espalham a desinformação. Diante de estados emocionais e mentais abalados, a população sofre o mal que vem atacando o jornalismo ético e sério, as Fake News ou Notícias falsas.

O Ministério da Saúde combate as Fake News e lançou, para isto, um número de Whatsapp para checar mensagens virais: (61) 99289-4640. Qualquer cidadão pode enviar mensagem gratuitamente com imagem ou textos que queiram confirmar se procede, antes de continuarem compartilhando.


Esse obstáculo ao bom jornalismo ganhou repercussão em 2016, com grande visibilidade por conta das eleições nos Estados Unidos. O Ministério Público Federal entende que a produção e a multiplicação de notícias falsas podem acarretar em ações judiciais nas esferas criminal, cível e eleitoral. A iniciativa é do Grupo de Apoio sobre Criminalidade Cibernética e foi aprovada pela Câmara Criminal (2CCR/MPF).

Aqui podemos acessar as notícias falsas que o Ministério da Saúde já avaliou: https://www.saude.gov.br/fakenews


Nesse período de disseminação do Novo Coronavírus algumas notícias falsas circulam pelo Brasil. Por isso, é importante saber se o que está sendo compartilhado é verídico. Olha só o que já aconteceu.


Uma notícia que circulou bastante pelo Brasil, foi a que relacionava o FIOCRUZ (Fundação Oswaldo Cruz) com algumas orientações de proteção ao Novo Coronavírus. A informação falsa certificava que o vírus não se propagava no ar, que só sobrevivia nas mãos por 10 minutos, gargarejar com água morna e salgada matava o vírus e outras informações. A instituição se manifestou através da diretora, Fabiana Damásio, que afirmou a importância das superfícies digitais com permanente diálogo e veracidade.


https://portal.fiocruz.br/

Outra informação circulada foi que a Igreja Universal do Reino de Deus estaria vendendo uma água ungida por um dos profetas mais conhecidos do antigo testamento da Bíblia, Moisés. O valor oscilava entre 130 e 150 reais, quem ingerisse essa água e tivesse fé, estaria protegido do COVID-19.


Otariano (@otariano) | Twitter twitter.com › otariano

Mas, o questionamento é “O que leva as pessoas a realizarem esse tipo de postagem?”. Um estudo da Universidade de Regina (Canadá) afirma que grande parte dos disseminadores de Fake News fazem isso de forma consciente e que fazem de acordo com o seu pensamento pré-estabelecido. É uma radical afirmação no social de um pensamento individual.


A COVID-19 se alastrou pelo mundo todo e sozinho já se encarrega de fazer um grande mal social, econômico e político. Com as Fake News, o lado negativo da virose aumenta, multiplicamos medo e má informação no combate e proteção social da contaminação. Confira as informações! Cheque em sites ou órgãos de saúde. Em caso de dúvidas, não compartilhe. Em caso de ódio ou intolerância, não dissemine. Proteção social e solidariedade coletiva são mais necessárias nesse momento.

1 comentário