top of page
  • Foto do escritorAGCom

Sangue doado ao Hemoap passa por teste de qualidade

O sangue total coletado é submetido a uma série de etapas antes de ser liberado para utilização em pacientes receptores.


Por Cássia Lima


Antes do sangue doado chegar ao paciente receptor passa por etapas de qualidade dentro do Hemoap. Foto: Gabriel Maciel/ Assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (Asscom Sesa)

"Eu estou feliz em ter a oportunidade de ajudar alguém nesse ato de amor ao próximo", destacou a doadora de sangue Sthefany Lima, de 28 anos. Ela é uma das voluntárias do Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap). O processo de coleta de sangue é um dos muitos que o instituto realiza para garantir a qualidade do sangue.


Sthefany Lima é uma das 2º mil doadoras de repetição do Hemoap. Foto: Gabriel Maciel/ Assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (Asscom Sesa)

O Hemocentro possui 26 anos de criação e tem 180 mil doadores de sangue cadastrados, sendo 20 mil doadores de repetição que frequentam de forma mais regular o instituto. Além disso, tem 33 mil doadores de medula óssea cadastradas e realizou em 2022 cerca de 199 transfusões, apenas no prédio do instituto.


Esse fluxo todo segue um padrão meticuloso de testes para garantir a qualidade do sangue doado, é o que explica a biomédica e diretora técnica do Hemoap, Hellen Bitencourt.


Nós possuímos o ciclo do doador e o ciclo do sangue, ambos têm etapas obrigatórias de testes e exames para garantir a confiabilidade e qualidade do sangue doado, visto que um hemocomponente errado pode, infelizmente, levar um paciente receptor ao óbito”, destacou.


De acordo com a profissional, desde o processo de doação, processamento, etapas de fracionamento, preparo final e ato transfusional, existe um prazo de 48h para o sangue do doador chegar até o paciente receptor.


Ciclo do doador

Toda pessoa apta a doar sangue passa por 4 etapas no Hemoap, são elas:

  1. Identificação/Cadastro: Apresentação de documento de identificação oficial com foto para o cadastro, além da informação de endereço atual;

  2. Triagem hematológica: Verificação de sinais vitais e hemoglobina/hematócrito, testes rápidos;

  3. Triagem clínica: A avaliação é completada pela entrevista individual, confidencial e sigilosa. O candidato deve estar consciente de que não deve esconder doenças que já teve ou aspectos de seu comportamento sexual.

  4. Coleta de sangue: Ocorre após aprovação do doador em todas as etapas e demora no máximo 15 minutos.

Coleta

A coleta é feita por equipe capacitada e sob supervisão médica ou de enfermeiro, para garantir o bem estar do doador. O material utilizado é descartável. O sangue é coletado em uma bolsa estéril que seguirá para o fracionamento, enquanto uma pequena amostra desse sangue seguirá para exames laboratoriais obrigatórios.


A quantidade de sangue a ser coletada na bolsa é estabelecida durante a triagem clínica e varia para cada pessoa, pois depende de vários fatores analisados, mas não ultrapassa 400 mL e, portanto, não causa prejuízo à saúde do doador. Além da bolsa, são coletadas as amostras para os testes laboratoriais.


Ciclo do sangue

O sangue total coletado é submetido a uma série de etapas antes de ser liberado para utilização:

Profissionais do setor de fracionamento realizam, com a ajuda de equipamentos, a separação do sangue em plasma, hemácias, plaquetas e crioprecipitado. Foto: Gabriel Maciel/ Asscom Sesa

a) Fracionamento: É a separação do sangue em hemocomponentes que são as hemácias, plaquetas, plasma e crioprecipitado. Todos os hemocomponentes são armazenados em condições específicas para sua adequada preservação e uso.


b) Exames Laboratoriais: Simultaneamente ao fracionamento, as amostras de sangue coletadas são encaminhadas aos laboratórios do instituto a fim de serem submetidas aos exames. De acordo com os resultados dos testes, os hemocomponentes podem ou não ser liberados para uso.


c) Liberação: Após a realização dos testes laboratoriais, aqueles hemocomponentes em condições de uso são liberados para o estoque.


d) Estoque: Os hemocomponentes liberados para utilização, são armazenados atendendo suas condições específicas e o respectivo prazo de validade.


e) Distribuição: A distribuição é feita para as Unidades de Saúde Públicas do Amapá e do Interior cadastradas no Hemoap, de acordo com a avaliação de suas necessidades e disponibilidade dos hemocomponentes, mediante requisições formais.

Todo o sangue passa por um alto controle de qualidade garantindo a confiabilidade do receptor. Foto: Gabriel Maciel/ Assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (Asscom Sesa)

De acordo com o diretor-presidente do Hemoap, Eldre Lage, as etapas são fundamentais para, não apenas separar os hemocomponente, mas também para garantir a separação correta de proteínas presentes no sangue. Uma bolsa de sangue pode ser dividida em até 4 outras, podendo salvar assim 4 vidas.


Temos um parque de equipamentos modernos que nos garantem a qualidade e certeza total dos componentes e proteínas no sangue de cada pessoa, facilitando assim, o preparo final do sangue para transfusão em pacientes que já acompanhamos, como os pacientes falciformes”, detalhou.


Todo esse processo do ciclo do sangue ocorre no laboratório do Hemocentro e tem duração média de 48h após a coleta de sangue. Ele é realizado em um ambiente de acesso restrito e com segurança coordenada por códigos de barras e qrcode presente no crachá de cada servidor do laboratório. Todas as amostras de sangue analisadas passam por equipamentos mais de uma vez e também por profissionais distintos para evitar qualquer erro humano.


Uma bolsa de sangue pode ser dividida em até 4 outras, podendo salvar assim 4 vidas. Foto: Gabriel Maciel/ Assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (Asscom Sesa)

A estudante Karen Silva, de 15 anos, é uma das pacientes falciformes cadastradas no Hemocentro e que realiza transfusão mensal. Ela conta que além dos testes no sangue doado, seu sangue também passou por exames.


Desde que mudei para o Amapá e precisei realizar transfusão, também passei por várias etapas de exames para que o hemocentro pudesse saber todas as minhas necessidades sanguíneas. Hoje recebo transfusão mensal e levo uma vida normal”, explicou a jovem.


Como doar sangue

As doações de sangue podem ser realizadas no hemocentro que fica na Avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a rua Jovino Dinoá, bem no centro de Macapá.

O funcionamento do Hemoap é pela manhã, das 7h30 às 12h30. As doações de sangue podem ser realizadas por comparecimento espontâneo ou agendamento via WhatsApp pelo número (96) 98811-0200.


Para doar, é importante:

Pesar acima de 50 kg;

Ter idade entre 16 e 69 anos;

Estar em boas condições de saúde;

Não ter testado positivo para covid-19 nos últimos 10 dias e não ter apresentado sinais ou sintomas de gripes nos últimos 14 dias;

Pessoas de 16 e 17 anos precisam de autorização dos responsáveis por meio de um termo de consentimento oferecido no Hemoap;


É indispensável estar descansado e bem alimentado antes de realizar a doação.

Os intervalos de tempo para doação de sangue são de 2 meses para homens e 3 meses para mulheres.

0 comentário

Comments


bottom of page