• AGCom

Projeto Atuação Pela Vida, em parceria com Unifap e MP, realiza escuta psicológica itinerante

Algumas pessoas têm medo de procurar atendimento psicológico quando mais precisam. Portanto, se o paciente não vai até o psicólogo, o psicólogo vai até o paciente.


Por Luiz Felype


Arte: ASSESP/UNIFAP


Na manhã deste sábado (19), ocorreu o atendimento itinerante imediato e escuta especializada com psicólogos, na Escola Estadual São Benedito, no bairro do Laguinho. O objetivo da ação é suprir a carência de acessibilidade das pessoas ao cuidado psicológico. Ao todo, 24 pessoas buscaram auxílio psicológico.


O projeto envolve 25 psicólogos, sendo que 10 atenderam hoje de manhã. A iniciativa começou com a Universidade Federal do Amapá e o Ambulatório de Atenção à Crise Suicida (Ambacs). Posteriormente, o Ministério Público entrou na parceria e foi criado o projeto “Atuação Pela Vida”. Outros parceiros são o SuperFácil e os locais de realização dos atendimentos – como a Escola São Benedito.


“[A Escuta Psicológica Itinerante] visa nesse contato com as pessoas, em cada bairro, facilitar o acesso a um provável acompanhamento sistemático contínuo. Observamos que existe esse lapso entre apoio psicológico que existe na cidade e as necessidades que as pessoas estão vivenciando. Tem muita gente passando por episódio de tristeza, desamparo, e preocupações que podem ser vulnerabilidades por desenvolvimento de uma situação mais complicada. Indo até essas pessoas e, oferecendo serviço, você pode criar uma condição de cuidado antes que uma situação pior ocorra”, explica o Psicólogo, Doutor em Comportamento Suicida e Coordenador do Projeto Atuação Pela Vida, Washington Brandão.


Coordenador do Projeto Atuação Pela Vida, Washington Brandão – Foto: Luiz Felype/AGCOM


Os profissionais realizaram uma triagem com pacientes antes da escuta. Situações que envolvem comportamento suicida, relacionada à autodestruição e autoagressão são encaminhadas para assistência psicológica contínua e qualificada na rede Ambacs (endereço no final da matéria). Casos emocionais mais leves, que não possuem tendência suicida, são direcionados aos psicólogos nas Unidades Básicas de Saúde.


De acordo com Washington, os profissionais realizaram um agendamento anual da Escuta Psicológica Itinerante, que foi paralisado por causa da pandemia do novo Coronavírus e, gradativamente é retomado.


A finalidade é atender pessoas em dois bairros por mês. A cada 15 dias são escolhidos dois locais para assistir pessoas. Para outubro, não tem um planejamento, “mas quando tiver, será divulgado”, afirma o coordenador. O psicólogo avalia ser importante a realização do projeto, no Setembro Amarelo, que é mês de prevenção ao suicídio. Pois é necessário criar uma condição de esclarecimento sobre o comportamento suicida no atendimento individual, quando houver necessidade, e facilitar o acesso da população ao cuidado psicológico para prevenção de situações mais graves.


“A gente observa que o ser humano não previne. Ele não busca antecipar uma situação até porque as dinâmicas individuais, as exigências do contexto de vida de cada um fazem com que a gente não preste atenção nas questões emocionais que podem desencadear uma vulnerabilidade maior na saúde mental”, analisa. Outra futura iniciativa da Ambacs é realizar uma parceria com o Sindicato dos Jornalistas para divulgação das informações sobre prevenção ao suicídio.


Serviço


Para garantir atendimento psicológico nas Unidades Básicas de Saúde é necessário agendar consulta das 7h30 da manhã até às 18h, exclusivamente por telefone. Para marcação, são necessários os seguintes documentos: cartão do SUS e RG atualizados.


  • UBS do Distrito do Coração: (96) 98813-3899;

  • UBS São Pedro: (96) 98813-8813 e 98813-3435;

  • UBS Pedro Barros: (96) 98813-3496 e 98813-3455;

  • UBS Rosa Moita: (96) 98813-3449 e 98813-3576.

Fonte: Prefeitura de Macapá.


O Ambacs é um espaço de acolhimento e cuidado terapêutico sob supervisão especializada de psicólogos. O ambulatório atende demandas de comportamento suicida.


Local dos atendimentos: Igreja São Benedito.


Dia: Todas as terças-feiras, das 19h às 21h.


A Pró-Reitoria de Extensão e Ações Comunitárias (Proeac) também oferece ajuda por meio de psicólogos para pessoas que mais necessitam.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo