• AGCom

Surto de Sarampo na APA da Fazendinha ameaça a saúde infantil

Após a campanha de vacinação contra o sarampo, famílias procuram atendimento de saúde em Santana


Por Lylian Rodrigues


É preocupante a situação da APA da Fazendinha. A AGCOM recebeu uma denúncia sobre um surto de sarampo que está ocorrendo entre as crianças e mesmo contaminando adultos, na área, sem que estejam recebendo atendimento nas unidades de Saúde, em Santana. Os casos da APA da Fazendinha, entretanto, não chegaram ao conhecimento da Secretaria de Vigilância de Saúde porque os moradores procuraram o atendimento em Santana, quando deviam vir para Macapá. Os moradores queixam-se quanto ao deslocamento até a capital, incluindo custos, traslado e redução dos transportes públicos quando estão na entrada de Santana.


A AGCOM recebeu o relato da existência de mais de 30 casos, entre recuperados e ainda doentes. Em algumas situações, as crianças chegaram a ser atendidas em emergências, porém foram enviadas para casa com diagnóstico equivocado, medicadas para gripe. Em casa, infectaram outros familiares. Mesmo em casos em que se identifique a doença viral, os pacientes não recebem acompanhamento e também retornam para os lares sem orientações. Raros os casos em que foram hospitalizados, quando já entram em quadro de gravidade.


Os moradores relatam um sentimento de abandono pelo Poder Público. Com a pandemia do Coronavírus, agentes de saúde não entram mais na unidade. Também nos postos não tem sido encontrado o atendimento necessário. A Unidade Básica de Saúde Igarapezinho da Fortaleza não está funcionando e a UBS da Fazendinha está atendendo apenas emergências de COVID-19, segundo relatos. É da competência da Saúde Pública diagnosticar, medicar, orientar e acompanhar a comunidade.


Em 30 de março, o Governo do Amapá só tinha confirmado dois casos em Santana e dois casos em Macapá. Os quatro menores não tinham sido vacinados. Ao procurar a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Vigilância da Saúde, do Governo do Estado, foi explicado a AGCOM que os exames laboratoriais de confirmação levam algum tempo. Com a pandemia COVID-19, está sobrecarregado o sistema laboratorial para os exames de Coronavírus. Além disso, é garantido que o Estado continua disponibilizando as vacinas para os municípios e se as crianças chegarem até a UBS com a documentação necessária, elas devem ser vacinadas.


Sarampo é uma doença perigosa que pode causar a morte e é possível ser evitada com vacina. É grave um surto de sarampo, mas também é um risco não vacinar crianças, idosos e outros grupos de risco. Houve campanha de Vacinação contra o sarampo, de 10 de fevereiro até 13 de março, deste ano.


A situação é de extrema emergência na APA da Fazendinha. Com as crianças já infectadas pelo sarampo, e ainda com os riscos de contaminação do Novo Coronavírus, a realidade desta comunidade é alarmante e o Poder Público dos municípios de Santana e Macapá precisam buscar soluções urgentes.


A AGCOM continuará acompanhando o caso. Buscaremos saber respostas e posicionamentos de outros órgãos do Poder Público na área de Saúde, nas Prefeituras e no Ministério Público.

0 comentário