• Léo Nilo

Seminário encerra segunda edição do projeto Afrocientista

O evento é organizado pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiros da Unifap e ocorre esta semana.

(Foto: Tayrine Batista/NEAB)

Nos dias 23 a 25 de novembro, o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (NEAB) da Universidade Federal do Amapá realizará um seminário de culminância do projeto Afrocientista 2021, intitulado “A presença negra na Ciência e na Universidade: experiências, legados e desafios”. O evento será transmitido simultaneamente através das redes sociais do NEAB.

O Afrocientista é um projeto da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), realizado no Amapá pelo NEAB da UNIFAP. A proposta do programa é apresentar a pesquisa científica a estudantes negros e negras do ensino médio, a fim de despertar interesses e, assim, contribuir para uma maior diversidade étnico-racial dentro da comunidade científica.

Tayrine Batista é uma das colaboradoras do projeto e afirma que a maioria desses jovens não possui referência de cientistas dentro de seu convívio social, e por isso a experiência do Afrocientista pode mudar as perspectivas de carreira deles. “Geralmente, a realidade desses alunos é cursar o Ensino Médio e entrar no mercado de trabalho [...] Então a partir dessas experiências, eles começam a se encantar com a universidade e desejam também estar lá”, conta Tayrine.

Bolsistas do projeto Afrocientista em oficina de criação de sabão a partir de óleo residual. (Foto: Tayrine Batista/NEAB)

Estudantes e professores do NEAB (Foto: Tayrine Batista/NEAB)

Os estudantes desta edição foram selecionados dentre as turmas de ensino médio da Escola Estadual Sebastiana Lenir de Almeida e, devido à pandemia do COVID-19, participaram da maior parte das atividades remotamente, com alguns encontros presenciais em laboratórios e museus.

De acordo com o Dr. Irlon Ferreira, coordenador do projeto, além da introdução científica, o Afrocientista também visa uma formação política dos estudantes. “Professores do NEAB, convidados também, colocam através de seminários, de aulas, contatos, livros. E aí a gente vai discutindo, embasando, fomentando também e abrindo novos horizontes sob a perspectiva da ciência não-eurocêntrica”, afirma Irlon.

O seminário será realizado presencialmente apenas para a comunidade da Escola Estadual Sebastiana Lenir de Almeida, mas pode ser assistido pela população através das redes sociais do NEAB. Ele contará com rodas de conversa e mesas redondas, além de uma oficina para a comunidade da escola.

Estudantes do projeto. (Foto: NEAB)

SERVIÇO

Seminário de Culminação do projeto Afrocientista.

Data: 23 a 25/11 (terça à quinta-feira)

Horário: 19h

Local: Canal do YouTube do NEAB https://www.youtube.com/c/NEABUNIFAP


0 comentário