top of page
  • Foto do escritorAGCom

São João: saiba quais os principais quesitos são avaliados na quadra junina amapaense


Considerada a 2ª maior manifestação artística do Amapá, a festa junina sempre apresenta ao público e aos jurados cultura, beleza e arte.

Por Sarah Lopes

Quadrilha Junina Renovação Junina. Foto: Márcia do Carmo .

Passada a euforia e festividades do carnaval, as atenções agora se voltam para a segunda maior manifestação artística do Amapá, que é a festa junina. Os ensaios e organização para os eventos já começaram e tem mobilizado vários grupos em todo o estado.


Com origem nos bailes franceses do séc. XVIII, a festa junina no Amapá teve seu surgimento nos anos 40, com a chegada de imigrantes em terras tucujus, com uma forte influência nordestina. Com o uso de adereços, indumentárias e enredos temáticos a quadra junina tradicional deu espaço a quadra junina estilizada, que hoje em dia é apresentada ao público e aos jurados para avaliação.


A quadra junina amapaense conta com cerca de 80 grupos de todo o estado. Os ensaios se iniciaram ainda no ano passado com os pré-festivais nos polos municipais, concursos para escolher a Corte Junina, seletivas nos polos e festivais. Em todos os eventos são cobrados ingressos a preços populares para arrecadar renda e dividir entre a Federação das Entidades Folclóricas do Amapá (Fefap) e grupos federados.


Durante os festivais juninos, há uma disputa entre os grupos e movimenta a cultura local. Além do grupo campeão, os oito jurados terão a responsabilidade de avaliar as seguintes categorias: melhor marcador, melhor miss caipira, melhor indumentária, melhor casal de noivos, melhor dançarino e melhor coreografia. Mas você sabe quais quesitos pesam nessas categorias? Veja a seguir qual a função e como é feita a avaliação dessas categorias.


MARCADOR/APRESENTADOR

Naldinho atual melhor marcador de quadrilhas do estado. Foto: Cândido fotografias.

O marcador tem como a sua função indicar o ritmo para os dançarinos e os passos que serão executados, sendo o fio condutor para a apresentação de quadrilha. Ele será o contador da história que está sendo apresentada ao público e aos julgadores.


Naldo Bezerra, considerado o atual melhor marcador/apresentador da quadrilha Simpatia da Juventude, destaca como é se apresentar para o público. "O marcador é como reger uma orquestra, cada peça é muito importante. As preparações exigem muito estudo e muito foco no trabalho temático", afirma.


Outras características dos marcadores da quadrilha juninas são os bordões usados para dar início a apresentação. Cláudio Vaz, presidente da Liga Junina de Macapá (Ligajum) e marcador, comenta sobre as características do seu bordão, o “lasca DJ”. "Era muito prático dizer ’liga o som’ ou ’aperta play’, mas eu não. Eu dizia uma linguagem matuta, linguagem cabocla mesmo, e ficou como marca registrada".

MISS CAIPIRA

Shayenne Gonçalves, miss caipira da quadrilha Coração Mazaganense. Foto: Arquivo pessoal.

A miss caipira é uma atração à parte, pois a com a sua beleza, feminilidade, graciosidade, dança e com sua vestimenta apresenta ao público presente a arte da quadra junina. O seu papel é enriquecer a apresentação, sendo o mais aguardado durante o circuito junino. Por ser um espetáculo individual, a miss faz a sua apresentação em busca da nota máxima.

“Ser miss caipira é um sonho. É viver uma paixão, porém exige muita dedicação e responsabilidade, pois essa é uma das maneiras mais lindas de reconhecimento e oportunidade para o empoderamento feminino na quadra junina”, diz Shayene Gonçalves, miss caipira da quadrilha Coração Mazaganense.


COREOGRAFIA

As danças presentes nas coreografias juninas são coletiva e bailadas em pares. Com características de passos clássicos, é formado por um roteiro com conjunto de passos como: cumprimento, balancê, túnel, formação de caracóis, entre outros passos. A apresentação é encerrada com a despedida.

"Existem muitas pesquisas, noites de sono, lidar com vários jovens diferentes, são mais de 80 pessoas no ensaio. Ter amor para criar, para sentir a música e fazer a coreografia”, diz Fabíola Almeida, intitulada rainha das coreografias juninas sobre o trabalho de coreógrafa.





INDUMENTÁRIA

Os estilistas passam meses pensando nos figurinos. Foto: Reprodução / Facebook.

Roupas coloridas, fitas, estampas, xadrez, florais, entre outras, são as vestimentas típicas da época junina. Nas quadrilhas juninas as roupas recebem um toque a mais de cor, de estampas, brilho e babados. Todas essas inovações servem para embelezar e chamar mais atenção do público. As roupas da quadra junina são pensadas meses antes das apresentações, pois a cada ano cada grupo vem com o tema novo, e os estilistas juntam as características típicas, com os detalhes mais aprimorados para encaixar no tema e conseguir atingir a nota máxima.


“As minhas inspirações para roupas juninas já vêm de algo que foi confeccionado. Quando o tema é mais subjetivo ou mais abstrato é feito do zero, mas sempre com referências relacionadas ao tema", diz Mark Dias, estilista de escola junina.


Na quadrilha junina as indumentárias precisam ser criativas e harmônicas com o tema proposto, pois deve acompanhar a história que está sendo contada na dança. As roupas são sempre confeccionadas com adereços coloridos e vibrantes para que encham os olhos de quem esteja assistindo. pois, a partir das indumentárias, toda a beleza da quadra junina ganha vida. Veja algumas produções de Mark Dias:


Veja a programação para a Quadra Junina 2023

A programação dos festejos juninos do município de Macapá ocorrerá entre os dias 21 e 23 de junho. No concurso, 17 grupos juninos disputarão o título de campeão. O evento é realizado pela Liga Junina de Macapá e ocorrerá em frente à Catedral de São José de Macapá, Bairro Central, a partir das 19h, com entrada gratuita. Estão confirmados os seguintes grupos:

1- Fúria junina

2- Renovação junina

3- Explosão junina

4- Evolução junina

5- Simpatia da juventude

6- Estrela junina

7- Revelação

8- Pequena Dama

9- Inspiração junina

10- Estrela dourada

11- Atração junina

12- Rosa dos ventos

13- Reino de São João

14- Os bagunçado dos matutos

15- Guerreiros de fogo

16- As piriguetes dos matutos

17- Coração Caipira


Arraiá do Meio do Mundo

Organizado pela Federação das Entidades Folclóricas do Amapá (Fefap), o Arraiá do Meio do Mundo está programado para ocorrer de 23 de julho a 02 de agosto com o concurso estadual de quadrilhas juninas. Veja o calendário do evento:

04/03- Reunião geral

29/04- último dia de confirmação para a participação dos grupos.

30/04- Encerramento dos dados cadastrais

05/06- Ensaio técnico do coquetel

07/06- Coquetel da corte Junina

09/06- Escolha da corte Junina

10/06- Pré-festival Junino e o encerramento das transferências.

23/06 a 02/07- Concurso Estadual.


O festival será realizado na Praça Raimundo Adamor Picanço, Bairro Beirol, sempre a partir das 20h. O evento terá dois valores de entrada: R$ 10 para geral e R$ 20 para área VIP.


*Reportagem produzida na disciplina de Webjornalismo ministrada pelo professor Alan Milhomem

1 comentário

1 Comment


Shayene Gonçalves
Shayene Gonçalves
Mar 31, 2023

#QuadraJunina #ObgAugusto # SouCoracaoMazaganense

Like
bottom of page