top of page
  • Foto do escritorAlan Milhomem

Oiapoque: Operação Hórus atua no combate à criminalidade na região de fronteira

Atualizado: 13 de jun. de 2023

As ações da Operação Hórus são permanentes e ocorrem em 14 estados contemplados no programa Guardiões das Fronteiras.


Por Elcio Barbosa

A operação conta com a atuação de policiais civis, militares, força de segurança nacional e polícia penal. Foto: Polícia Civil.

A Operação Hórus, em atuação no Amapá há dois anos, já realizou 24 ações na região fronteiriça do estado, mais especificamente no município do Oiapoque. O resultado estimado em prejuízos aos criminosos é de mais de R$ 202,3 milhões, até outubro de 2022. Esse valor é resultado da apreensão de 46,5 toneladas de drogas, além de produtos de contrabando. Também nesse período foram presas e/ou apreendidas 618 pessoas e mais 260 armas de fogo retiradas de circulação.


De acordo com o delegado de Polícia Civil de Oiapoque, Charles Corrêa, a operação conta com policiais militares, forças de segurança nacional e polícia penal em uma ação importante na fronteira do estado. Mas o desenvolvimento da operação não é fácil, principalmente por conta da questão logística na região e da falta de viaturas.


“Hoje nós já ganhamos novas viaturas, mas no início foi muito difícil. Tem a questão da logística, porque é uma operação muito cara, e tem que ter muito combustível. A gente faz operação onde tem a demanda, nos rios, nos igarapés, no oceano, todas são difíceis, pincipalmente, quando você tem que subir os rios, na fronteira em Ilha Bela em Oiapoque”, explicou o delegado.


Charles Corrêa também destaca que o objetivo da Operação Hórus é a descapitalização do crime organizado, principalmente nas fronteiras do Brasil, além de produzir informações sobre os crimes cometidos nessas regiões. “Recebemos mais de 24 policiais militares todo mês e temos avançado. A nossa operação é um sucesso porque o Governo Federal paga diárias aos agentes federais e estaduais. É um reforço nas áreas de fronteiras aos operadores de combate aos crimes nas áreas transfronteiriças, que a maioria esmagadora é crime federal”, ressaltou.


Balanço

Drogas apreendidas. Foto: Polícia Civil.

Desde o início da operação no Brasil, em maio de 2019, até outubro de 2022, foram totalizadas mais de 1,8 mil toneladas de drogas apreendidas nos 14 estados, com um prejuízo ao crime estimado em R$ 7,4 bilhões. Nesse período, também houve a prisão de 20,7 mil pessoas e apreensão de 183,7 milhões de maços de cigarro, 786 embarcações e 10,4 mil veículos.


Além do Amapá, a Operação Hórus atua também nos estados do Amazonas, Roraima, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Norte, Acre, Rondônia, Pará e Rio Grande do Sul.

Ações da Operação Hórus. Foto: Polícia Civil.

O delegado também ressaltou que o foco da Operação Hórus é combater o crime organizado, bem como a entrada e saída de produtos de contrabando, ao longo dos 16,8 mil km de fronteira terrestre no Brasil. Para isso, mais de 800 profissionais de segurança pública atuam diariamente nos 14 estados.




*Reportagem produzida na disciplina de Redação e Reportagem III ministrada pelo professor Alan Milhomem.

0 comentário

Kommentare


bottom of page