top of page
  • Foto do escritorAGCom

Mais de 21 mil famílias são beneficiadas com kits gratuitos da nova parabólica digital no Amapá

Essa assistência é oferecida sem custos para as famílias inscritas no CadÚnico e que tenham uma parabólica tradicional instalada e em funcionamento*.


A tecnologia garante aos beneficiários melhor qualidade de som e imagem e maior variedade de canais. Foto: Divulgação.

A Siga Antenado, entidade responsável pela substituição das parabólicas tradicionais pela nova parabólica digital nos lares de famílias de baixa renda, chegou ao marco de 21,7 mil famílias beneficiadas no Amapá, que já estão experimentando uma nova experiência televisiva.


A tecnologia garante aos beneficiários de programas sociais do governo federal, que assistiam à TV pelo sinal analógico, melhor qualidade de som e imagem e maior variedade de canais, incluindo programação local em diversas regiões do Brasil.


Conforme a entidade, a previsão é atender mais de 25,1 mil lares em todo o Amapá. A iniciativa é parte do esforço contínuo para apoiar as famílias de menor renda durante a migração do sinal de TV das parabólicas tradicionais para as novas parabólicas digitais, processo necessário para garantir o acesso à televisão após a ativação da tecnologia 5G.


No Brasil, já são 2 milhões de kits gratuitos com a nova parabólica digital instalados. O presidente do Siga Antenado, Leandro Guerra, avalia que os números representam o sucesso da entidade em duas frentes: logística e comunicação. “Mensalmente, a Siga Antenado amplia o número de cidades com agendamento aberto para a substituição da nova parabólica digital. Estamos presentes, com equipamentos, equipe técnica e comunicação, em mais de 3,4 mil municípios brasileiros, e vamos chegar aos 5.568 até o final do programa”, informa.


O programa começou em junho de 2022, no Distrito Federal, e, em seguida, atendeu as capitais e regiões metropolitanas. Atualmente, vem liberando o agendamento para instalação gratuita do kit com a nova parabólica digital em municípios com mais de 100 mil habitantes e parte das cidades com população de até 30 mil pessoas.


São 3.451 cidades com agendamento e instalação sendo executados até o momento. Até 2026, todos os 5.568 municípios brasileiros, além do Distrito Federal e Fernando de Noronha, serão atendidos. Essa assistência é oferecida sem custos para as famílias inscritas no CadÚnico e que tenham uma parabólica tradicional instalada e em funcionamento.


Substituição da parabólica


A substituição da parabólica é necessária porque a tecnologia 5G utiliza uma faixa de frequência muito próxima à Banda C, por onde passa o sinal das antenas tradicionais. Dessa forma, à medida que o 5G é ativado nas cidades, os usuários da parabólica tradicional podem sofrer com interferência e até a perda completa do sinal de TV.


Quem já assiste à TV pelo sinal digital terrestre (antena espinha de peixe), pela parabólica digital, por streaming (internet) ou é cliente de TV paga, não precisa fazer nada, pois não sofrerá qualquer impacto pela mudança.


*Com informações da Assessoria.


0 comentário

Comments


bottom of page