• AGCom

Diocese de Macapá apresenta proposta de programação para o Círio de Nazaré 2020

Atualizado: 27 de ago. de 2020

A tradicional procissão do Círio não acontecerá neste ano para evitar aglomerações e contágios do novo Coronavírus entre fieis.


Por Luiz Felype


Festividade em honra a Nossa Senhora de Nazaré reuniu cerca de 150 mil pessoas, em 2019, de acordo com pesquisas da Diocese de Macapá – Foto: Arquivo Pastoral da Comunicação (Pascom)


Por causa da pandemia da Covid-19, a programação do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, em Macapá, foi totalmente alterada. O objetivo é manter as festividades e, ao mesmo tempo, evitar aglomerações que ocorrem em procissões. No início deste mês, a Diocese de Macapá tornou pública a proposta de programação para 2020.


“Digo possível [a proposta] porque sempre temos que acompanhar as permissões dos comitês para o combate ao Covid-19. Mas esperamos que, depois da liberação desses dias, possamos também celebrar com alegria e com as devidas medidas de segurança”, ressalta o líder da Diocese de Macapá, Dom Pedro José Conti.


À direita, o Coordenador do Círio 2020, Pe. Rafael Donneschi, ao lado do Bispo Dom Pedro Conti – Foto: Reprodução


Alguns Decretos vigentes, sejam estaduais e municipais, proíbem aglomerações e obrigam uso de máscara. Apesar do retorno gradual das atividades econômicas e reabertura de templos religiosos, as flexibilizações não ocorreram para as grandes festividades religiosas como o Círio de Nossa Senhora de Nazaré.


O calendário do Círio 2020 foi modificado para que as homenagens à Padroeira da Amazônia não passem em branco. Confira como ficou a proposta de programação para esse ano.


  • Sábado, 10 de outubro, véspera do Círio: Haverá missa de troca de manto na Catedral de São José, às 19h. Durante a celebração, para evitar aglomerações, todas as igrejas de Macapá celebrarão simultaneamente uma missa pré-festiva, dentro da limitação dos números permitidos de participantes. Logo em seguida, quem optar por ir à Catedral, vai participar de uma carreata que levará a imagem peregrina até o Estádio Zerão, na zona sul da capital. Uma vigília também será marcada para acontecer até meia noite, com participação de movimentos religiosos e comunidades, “sempre com número limitado dentro do esquema permitido pelas autoridades”, diz Dom Pedro.


  • Domingo, 11 de outubro, dia do Círio: Ocorrerá missa campal no Estádio Zerão. O Bispo afirma que a Diocese aguarda definição sobre quantas pessoas poderão entrar no estádio durante a missa e que todos receberão um ticket que permite entrada no local. Não haverá procissão.

Será possível que os participantes entrem de carro no estádio, se o auditório estiver lotado. “Bastante carros entrarão no estádio”, diz o líder da Diocese, sem citar quantidade de veículos. A missa campal do dia 11 de outubro será transmitida pelas redes sociais da Diocese de Macapá e por meio da Rádio São José, frequência 100.5 FM.


Outra novidade é que, após o fim da missa campal do dia 11, quatro imagens de Nossa Senhora serão distribuídas para cada vicariato – um conjunto de paróquias, reunidas de acordo com a localização, formando uma subdivisão da Diocese – que ficarão à disposição de cada paróquia por uma semana para realização das peregrinações. No domingo (18), cada paróquia realizará uma celebração de despedida da imagem pela manhã.


Em seguida, os párocos e a equipe devolverão as imagens para Catedral de São José onde será realizada uma “missa conclusiva do Círio 2020”, às 10h da manhã. Essas estratégias são uma forma para que todos possam realizar os pedidos, homenagens e agradecimentos à Nossa Senhora, sem sair da paróquia de origem ou comunidade.


“Mas nada de extraordinário. Porque quando a santa chegar, vai começar uma carreata em cada vicariato. Portanto, pedimos que não queiram ir ao estádio. Fiquem nas vossas paróquias e poderão ver a santa passar em carreata. Da forma que cada vicariato vai organizar. Poderão assistir pela janela, poderão fazer um altarzinho [em frente de casa], louvar a Nossa Senhora. Se alguém fizer promessa por aí, será este o momento (...). Quem tiver promessa para pagar irá na sua paróquia. É lá que pode manifestar a sua devoção”, esclarece. Portanto, quatro santas passarão pelas ruas, mais a santa principal, para evitar aglomeração e possíveis contágios.


O Coordenador do Círio 2020, Pe. Rafael Donneschi, alertou que no lugar das tradicionais peregrinações em Órgãos Públicos, escolas e hospitais, os funcionários organizem-se para que cada instituição providencie um pequeno altar e uma representação da imagem de Nossa Senhora para realização das devidas homenagens.


“A proposta que a comissão está preparando é de um livro com peregrinações. Tem o terço da vida, tem os quatro encontros, ladainhas, tem cantos. Escolhem ao longo da metade de setembro em diante (...) a fazer 10 minutos de adoração e reflexão, de louvor a Deus por ter dado a Nossa Senhora como sua e nossa Mãe”. Também haverá oportunidade de realização da santa missa nas repartições.


Além do livro das peregrinações, as famílias que tiverem interesse poderão solicitar na Catedral de São José um livro para realização de novenas em casa. “Esta será a maneira mais bonita para poder nos preparar espiritualmente ao Círio de Nossa Senhora de Nazaré”.


Outras propostas são:


  • Missa de Envio das Imagens – 19 de setembro;


  • Missa do Envio das Famílias – 20 de setembro;


  • Missa de Agradecimento aos Patrocinadores do Círio – 26 de setembro.


Todas essas celebrações serão realizadas na Catedral de São José.


Donneschi afirmou que a Marinha autorizou a realização do Círio Fluvial, sem divulgar detalhes que ainda estão em discussão.


Missa Campal cancelada


No dia 27 de agosto, a Diocese de Macapá emitiu um comunicado oficial sobre o cancelamento da Missa Campal que ocorreria no Estádio Zerão, no domingo, 11 de outubro.


"Apesar do nosso esforço e das inúmeras reuniões com as autoridades e os diversos responsáveis, a Diocese de Macapá vem ao público para comunicar que, através do Ofício n°. 024/2020 da Prefeitura de Macapá, o Comitê de Enfrentamento e Resposta Rápida ao Coronavírus - NÃO nos permitiu o uso do Estádio Milton de Souza Corrêa para a celebração da Santa Missa Campal no dia do Círio (11 de outubro de 2020) com a participação reduzida do povo e segundo as orientações de segurança", afirma o comunicado.


Foto: Reprodução/Internet


De acordo com o representante da Pastoral da Comunicação, Jefferson Souza, não houve autorização da Prefeitura para realização do evento com o número de pessoas previsto. "As tratativas com os órgãos responsáveis para a realização precisava da liberação do evento com número superior ao que os decretos atuais permitem".



0 comentário