• AGCom

Ciências e Xadrez para a Comunidade na Unifap

Por Fábio Maciel


Aconteceu na sexta-feira (18), a 1° edição do curso básico Ciências e Xadrez da Universidade Federal Amapá- Unifap. Organizado pelo curso de Física, a atividade é direcionada para adultos e crianças interessadas em aprender um pouco sobre o esporte mais antigo do mundo.


1° Edição do Curso de Xadrez da Unifap FOTO: Fábio Maciel

De acordo com o idealizador e professor, Victor Montero, o projeto busca desenvolver a prática dentro da universidade. “Estava conversando com alguns alunos, achamos que a Unifap estava muito atrás dos concorrentes, nos jogos universitário, e começamos a formular como poderíamos realizar o projeto que envolvesse a todos”.

Houve um investimento pessoal do professor, que adquiriu os tabuleiros para o início das aulas. Neste dia, começaram as aulas que serão divididas em três momentos: teóricas, práticas e, no final, um minitorneio. “Muitos estudos apontam que o xadrez traz muitos benefícios para seus praticantes como raciocínio lógico, paciência, concentração e é um jogo que precisar ser jogado em silêncio”, explica o professor.

Em novembro, será realizado um campeonato interno para todos os alunos da Unifap. E, em dezembro, terá outro campeonato aberto para a comunidade em geral, valendo rankig para Federação Internacional de Xadrez.



O xadrez é um esporte que melhora a qualidade de vida de seus praticantes FOTO: Fábio Maciel

A professora Denise Quintela, trabalha na escola Estadual Coaracy Nunes e fala sobre a importância que o esporte traz para o dia a dia de seus praticantes. “Sempre achei o xadrez um jogo muito interessante porque estimula a nossa memória, concentração e desenvolve seu cérebro. Por isso, vim aqui para aprender e levar o conhecimento para melhorar a qualidade de vida dos meus alunos”. A professora preocupa-se não só com o aprendizado de conteúdo curricular de seus alunos, mas também com suas relações interpessoais. “Porque no mundo de hoje em que vivemos as pessoas estão muito limitadas, presas no celular, não dialogam, não conversam, não interagem e o jogo exige isso”, disse a professora.



O Jogo de Xadrez


O jogo de xadrez surgiu na Índia entre os anos 500 e 600 da Era Cristã com o nome de “Chaturanga”. Diferente de outros jogos, nele a sorte não possui nenhuma influência sobre o resultado final. Neste jogo, vitória, derrota ou empate em uma partida depende de raciocínio lógico, da capacidade de cada jogador de analisar as alternativas de cada posição e colocar em prática o plano bem elaborado com o objetivo de vencer o adversário. Atualmente, o xadrez é um dos jogos mais populares que se conhece, sendo praticado por milhões de pessoas no mundo inteiro.




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo