• AGCom

Amapaenses temem por mais prejuízos com as próximas chuvas

Atualizado: 19 de mar. de 2021

Metereologista prevê chuvas mais intensificadas para os próximos meses. Bem-vindo inverno amazônico!


Por: Maian Maciel


Foto: Maian Maciel


Como se já não bastasse os vinte e dois (22) dias de apuros que grande parte da população do Amapá sofreu após o incêndio na subestação de energia elétrica da empresa privada ISOLUX, a previsão para grandes chuvas tem preocupado a população Amapaense. A primeira grande chuva ocorreu no último dia 23 de novembro, causando estragos em alguns bairros.


Em vídeo postado nas redes sociais da Prefeitura de Macapá, o meteorologista Jefferson Vilhena afirmou que a chuva caída, no último dia 23, foi a mais intensa do ano de 2020. A mesma atingiu um acúmulo aproximado de setenta e quatro milímetros (74mm) em apenas uma hora de chuva.


O profissional ressalta dizendo a previsão para os próximos dias é de um acumulo de água ainda mais intensificado. Antes de o mês de novembro chegar ao fim, os níveis de chuvas já tinham ultrapassado o que era esperado para o mês todo. “Diante desses fatores, as próximas chuvas tendem a ser mais frequentes, demoradas e fortes. Sendo assim, até março, a previsão é de grande acúmulo de chuvas, sendo o mês de março o período de grandes picos desses fenômenos”, acrescenta o meteorologista.


Para Maria Gorete, moradora do bairro Santa Rita, os alagamentos já lhe causaram inúmeros prejuízos, devido as péssimas condições das ruas na sua localidade. “Já perdi vários eletrodomésticos com as chuvas intensas que transbordavam as ruas e casas do bairro. Para não ter mais problemas, tive que aumentar a calçada da minha casa”.


Foto: Maian Maciel/ casa da moradora Maria Gorete alagada.


Tromba d’água


Foto: Reprodução


Três dias após a grande chuva do dia 23, foi avistada nas proximidades da orla de Macapá uma tromba d’água, dia 26. O fenômeno é proveniente dos sistemas de chuvas que vem causando as quedas de água das nuvens em grandes quantidades sobre a cidade. O mês de novembro chegou ao fim com chuvas e o mês de dezembro começou com chuvas. O inverno deve vir rigoroso com este anúncio.


“As trombas d’aguas são os eventos mais destrutivos que se tem conhecimento em relação à meteorologia, sendo mais destrutivo do que furacões e tufões. Por ser um evento de difícil previsibilidade, o seu grau de destruição pode causar grandes estragos. Sendo assim, caso o mesmo seja visto por uma pessoa, é indicado que a mesma procure lugares mais estreitos, como o banheiro” ressalta o meteorologista Jefferson.


Não é a primeira tromba d´água no Rio Amazonas, na orla de Macapá. O fenômeno ocorre nestes períodos de muitas chuvas. Esperamos que Defesa Civil e Prefeitura estejam preparando as condições de atender as necessidades da população nestas épocas, como limpezas de esgotos, retiradas de entulhos e lixos dos canais, aterro e asfalto em ruas abaixo dos níveis das ressacas. A população das ressacas também sofre muito nestes períodos de inverno com o aumento dos carapanãs.


Ainda há trégua de sol. É tempo de se preparar para o inverno amazônico que já deu sinais de sua chegada.

0 comentário