• AGCom

Amapá alcança o baixo risco de transmissão do Coronavírus

Apesar disso, o Superintendente de Vigilância em Saúde alertou que não é o momento para relaxar medidas de prevenção e aglomerações podem ocasionar o retorno de medidas mais duras.


Por Luiz Felype


Arte: Assesp/Unifap


Dados divulgados pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) mostram que a classificação de risco da transmissão do novo Coronavírus é baixa. Essa classificação foi construída por indicadores através do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), sob orientação da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS).


“Nós temos o RT, que é a transmissão viral, em menos de 1%. Ou seja, 0,94%. Isso significa que chegou a determinado momento – no mês de maio, principalmente – que chegamos a atingir 5.6% e agora nós baixamos isso. É muito importante”, afirma o Superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia.


O Superintendente Dorinaldo Malafaia durante entrevista sobre baixo risco de transmissão do Coronavírus, no Amapá – Foto: Reprodução


Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI da rede hospitalar pública e particular está na ordem de 36%, segundo Malafaia. Ele ressaltou que o Amapá chegou no “limiar do baixo risco” e para manter isso é necessário prosseguir com medidas de prevenção ao Covid-19, como o isolamento social. Reforçou que “nós podemos passar para faixa laranja”, que significa risco moderado de contágio, sendo que Macapá está na faixa amarela, que representa baixo índice de infecção.


De acordo com o Superintendente, esses critérios epidemiológicos são utilizados para saber o grau de risco e alcance da infecção. E surge um alerta. “Qualquer vacilo nesse momento, flexibilização, descontrole ou aglomeração pode nos levar ao retorno de medidas mais duras”. Dorinaldo afirmou que houve estabilidade em três municípios do estado e crescimento de casos no interior. “Isso é importante, pois nos coloca a necessidade, junto com os prefeitos, de reforçar as medidas de distanciamento social e de fiscalização”.


Em meio ao crescimento de casos de covid-19, no interior, surge uma boa notícia. O Amapá é destaque pelo menor nível de letalidade e maior queda no número de casos confirmados. “Isso nos destaca nacionalmente como um dos estados com maior avanço, no sentido do controle da pandemia”, finaliza.


Números da Covid no Amapá


O último boletim, divulgado pelo Governo do Estado, às 17h30 no dia 17 de julho, mostra 33.436 pessoas com diagnóstico positivo para Coronavírus, sendo 10.673 pessoas em tratamento domiciliar, 110 hospitalizadas, 22.154 recuperadas e 499 óbitos desde março.




















À esquerda, boletim divulgado na noite do dia 16; à direita, boletim divulgado às 17h30 de ontem – Foto: Reprodução/Instagram

0 comentário