• AGCom

ACADÊMICOS DOS CURSOS DE COMUNICAÇÃO DA UNIFAP E ESTÁCIO SE MOBILIZAM PARA DOAÇÃO DE SANGUe

A iniciativa partiu dos alunos de Comunicação em visita técnica supervisionada ao Hemocentro, quando souberam acerca do baixo estoque de sangue.


Rayane Penha – Acadêmica de Jornalismo

Karollinne Levy – Prof. MSc. Comunicação Jornalismo


Alunos dos cursos de jornalismo da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) e Publicidade da Faculdade Estácio de Macapá mobilizaram-se em prol da vida e da doação de sangue voluntária ao Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (HEMOAP), após visíta técnica supervisionada e conhecimento sobre os baixos níveis de estoque de sangue.


Foto: Karollinne Levy/ Além dos acadêmicos terem a oportunidade de vivenciar na prática o que ouviram durante as aulas, poderão ter grandes chances de compartilhar a experiência com outras pessoas.

Na ocasião ocorreu uma palestra ministrada pela biomédica Marcela Vales, que é também chefe do Serviço de Captação e Orientação Social do Hemocentro. Marcela explicou que esse momento de palestra pelo qual os acadêmicos passaram, funciona como um acolhimento do HEMOAP às pessoas que estão indo doar sangue pela primeira vez e que sempre chegam repletas de dúvidas e muitos mitos gerados em torno da doação de sangue, que na verdade é um processo simples, rápido e que pode salvar muitas vidas.


Após a palestra, os alunos foram visitar o estoque de bolsas de sangue que atualmente se encontra em baixo estoque e sangues raros como O- por exemplo, no momento o estoque estava em falta. Após essa triste constatação, até quem não estava entusiasmado com a ideia de doar, aceitou o convite de salvar vidas.


Foto: André Rodrigues / A estudante Renata Nunes, doou sangue pela primeira vez.

A acadêmica Renata Nunes do curso de jornalismo da Unifap, contou sobre sua decisão enquanto aguardava para fazer a triagem médica antes da doação. “Solidariedade, o fato da gente se doar pelo outro, doar é muito importante, salva vidas, a gente não tem dimensão de onde vai chegar esse sangue, de que a gente pode ajudar, mas a gente pode fazer alguma coisa”. Renata também contou sobre a visita ao estoque de bolsas de sangue. “Eu fiquei impressionada com o estoque, por ser muito baixo e o HEMOAP atender o Amapá inteiro e tem muita gente precisando e alguns tipos de sangue não tem nada, então a gente para pra pensar e põe a mão na consciência sobre o que a gente está fazendo pelo outro”, disse Renata. 


Foto: Rayane Penha / O HEMOAP é o único Hemocentro que abastece todo o Estado do Amapá e sinaliza baixo estoque de sangue.

Para ser um doador de sangue


      Para doar sangue a pessoa precisa estar saudável, pesar acima de 50k, ter entre 16 e 69 anos, sendo que menores de 18 anos somente podem doar com a autorização dos responsáveis e maiores de 60 se já forem doadores frequentes.


       O processo de doação é simples, seguro e não dói. O doador passa pelo processo de acolhimento, logo após pela triagem clínica e em seguida pelo processo de transfusão de sangue. Após a doação o sangue passa por um processo de verificação da segurança e da qualidade do material, onde exames de HIV, Hepatite B e C, Doença de Chagas e HTLV são realizados, se o resultado for negativo o sangue passa a fazer parte do estoque, logo em seguida é encaminhado para atender as demandas de todo o Estado.


    Uma única bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas. O HEMOAP atende para doação nos horários de 7h30 às 12h. Atende pelo número 96 98811-0200 (whatsapp) e fica localizado na rua Jovino Dinoá, esquina com a avenida Raimundo Álvares da Costa, bairro Central, em Macapá.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo